Reforma de Previdência: nenhuma rendição, nenhum recuo

Ministro levará tropa de elite do ministério para o debate na Câmara dos Deputados. O ministro Paulo Guedes, da Economia, deve ir à Câmara dos Deputados na próxima semana com a tropa de elite da pasta. Há um consenso de que o ambiente será mais adverso que o do Senado.

Guedes levará com ele o secretário da Previdência e Trabalho, Rogerio Marinho, seus adjuntos, Bruno Bianco e Leonardo Rolim, o assessor especial Marcelo Siqueira e José Levi, da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Entre outros.

Um dos desafios do ministro, de acordo com integrantes de sua esquipe, será se manter calmo diante das provocações e passar incólume pela pressão e eventuais cascas de banana.

Durante a exposição de Guedes no Senado, o núcleo duro de assessores do ministério enviava a ele mensagens de incentivo pelo WhatsApp. “Paulo, você foi brilhante. Você nos inspira e nos dá muito orgulho de fazer parte de sua equipe”, dizia uma das mensagens.

O slogan do grupo também era repetido: “No surrender, no retreat! [nenhuma rendição, nenhum recuo]”, escreviam, em letras maiúsculas, para o ministro.

Na avaliação de um de seus mais próximos assessores, ainda é possível consolidar, no Congresso, uma aliança de centro direita em torno do programa liberal proposto por Guedes. Apesar dos ruídos.



Fonte: FOLHA DE SÃO PAULO
Data: 29/03/2019