PrevSonho: mais uma grande conquista para a reinvenção do sistema

O sistema de Previdência Complementar Fechado celebra mais uma grande conquista que reforça a linha da reinvenção dos planos de benefícios. A Superintendência Nacional de Previdência Complementar, a Previc, aprovou e publicou nesta segunda, 12 de novembro, o regulamento padrão do PrevSonho (clique aqui para acessar) – denominado modelo CD 4. O novo produto previdenciário é uma inovação elaborada e apresentada pela Abrapp através de trabalho multidisciplinar de suas comissões técnicas e grupos de trabalho.

“Estamos avançando no processo de reinvenção da Previdência Fechada, com ousadia e criatividade. O PrevSonho representa a construção de um modelo de plano moderno e mais flexível voltado principalmente para as novas gerações”, diz Luís Ricardo Marcondes Martins, Diretor Presidente da Abrapp. Ele agradece o trabalho fundamental da diretoria da Previc, em especial ao Diretor de Licenciamento, Carlos Marne Alves, que colaborou com a padronização do regulamento. “Foi um projeto viabilizado a quatro mãos, entre Abrapp e Previc”, comentou.

O Diretor Presidente ressalta ainda a série de conquistas alcançadas neste final de ano. Na semana passada, a Abrapp aprovou a criação do Fundo Setorial em Assembleia Geral Extraordinária (leia mais). Ainda em novembro, existe a expectativa de aprovação da proposta do CNPJ por Plano pelo Conselho Nacional de Previdência Complementar. “Só temos a agradecer o engajamento de todo o sistema para aproveitar a janela de oportunidades e atender toda a demanda reprimida por planos de previdência”, defende Luís Ricardo.

O Diretor Executivo da Abrapp, Lucas Nóbrega, reforça a importância da nova conquista. “O regulamento do PrevSonho chega em excelente hora. É uma solução disruptiva para o sistema, em linha com o que há de mais moderno”, diz. O novo modelo de plano se encaixa como importante opção para os planos setoriais voltados para familiares.

Realização de sonhos – “O PrevSonho é uma nova opção ao plano instituído tradicional, pois apresenta a possibilidade de auferir uma renda durante a fase de acumulação das reservas. Isso tudo sem perder o viés previdenciário”, defende Lucas Nóbrega. O Diretor explica que o participante pode usufruir de um benefício temporário que será pago em período de 24 a 60 cotas, que poderá ser utilizado para concretização de sonhos, tais como, a realização de um MBA ou a estadia de período sabático no exterior.

Após cinco anos de acumulação, o participante poderá utilizar até 50% das reservas para o benefício temporário. Depois de 10 anos de vinculação ao plano, este limite máximo sobe para 70% das reservas. Em todo caso, sempre sobrará uma parte da poupança que continuará no plano e será utilizada no momento de retomada de nova fase de acumulação. Os planos CD convencionais permitem a utilização de reservas após 30 anos ou mais de acumulação ou a partir de idade acima de 50 anos.

Lucas Nóbrega e a Diretora Executiva Liane Câmara Chacon estão coordenando as atividades dos grupos de trabalho criados pela associação para tratar do projeto do PrevSonho (ver abaixo).

Abrapp realiza intenso trabalho para elaborar e aprovar o projeto do Prev Sonho

A Abrapp realizou um importante papel na elaboração da proposta do PrevSonho e, para isso, criou e manteve dois grupos de trabalho (GTs) para tratar do tema. O primeiro GT ficou encarregado de elaborar o modelo de regulamento do novo plano e de dialogar com a Previc para chegar a uma padronização. Neste grupo, participaram integrantes de diversas comissões técnicas da Abrapp, seguridade, atuária, jurídico, entre outras, em um trabalho multidisciplinar.

Roberto Eiras Messina, Advogado e membro do primeiro GT explica que os modelos de planos de previdência tradicionais já não atendem às expectativas e necessidades dos trabalhadores mais jovens. Por isso, a Abrapp realizou um intenso trabalho de apoio para o desenho de um novo modelo, no qual o participante poderá utilizar parte das reservas durante o período laboral.

O Superintendente Geral, Devanir Silva, ressalta o papel da Abrapp no esforço para a democratização e fomento da Previdência Fechada. “A Abrapp tem atuado na busca de maior cobertura para os planos de benefícios. Neste sentido, temos nos esforçado para criar produtos voltados para os mais jovens. O PrevSonho é um produto fantástico, criado a partir de uma solução criativa”, disse Devanir, em entrevista para a TV Abrapp, durante o 39º Congresso Brasileiro da Previdência Complementar Fechada (clique aqui para assistir). Durante o Congresso, realizado de 10 a 12 de setembro, em Florianópolis, a Abrapp realizou o pré-lançamento do PrevSonho.

Para marcar o pré-lançamento, o Consultor José Roberto Ferreira, apresentou as linhas gerais do PrevSonho em uma palestra no último dia do evento. “O Prevsonho é um tipo de plano mais flexível no qual a renda antecipada é uma possibilidade e não um objetivo”, disse José Roberto. Ele explicou ainda que o modelo tem a capacidade de conjugar plenamente os conceitos de renda antecipada e previdência, com a vantagem de atrair públicos mais jovens e familiares de participantes, como por exemplo filhos e netos.

Atualmente, a Abrapp mantém um segundo grupo de trabalho que se propõe a elaborar um plano de comunicação, marketing e de desenvolver ferramentas tecnológicas para o PrevSonho.



Fonte: Abrapp
Data: 14/11/2018