Falta de reforma da Previdência poderá ser fatal para a economia brasileira

A reforma da Previdência é algo tão urgente que simplesmente não poderá deixar de ser feita, qualquer que seja o futuro Presidente da República eleito. Esse foi o sentimento manifestado por empresários que participaram nos últimos dois dias da edição paulistana do Fórum Econômico Mundial.

“Os investidores estrangeiros estão confiantes, mas não permanecerão assim se o Brasil fracassar em corrigir os seus desequilíbrios”, resumiu ol ex-presidente do BC, Armínio Fraga.

Luís Alberto Moreno, presidente do BID, apontou como fato positivo que hoje se discuta muito mais intensamente a necessidade da reforma da Previdência, mas além de discutir “alguém terá que fazê-la”. E observou: “é uma questão central para o problema fiscal”. Por sua vez, Cândido Bracher, presidente do Itaú Unibanco, ressalta que a recuperação da economia brasileira ficará ameaçada em caso contrário.



Fonte: ESTADO DE SÃO PAULO
Data: 19/03/2018